ÉVORA – O QUE CONHECER

QUEM DEVE SER REQUERENTE NO PROCESSO DE REGISTRO TARDIO?
07/08/2020
Por que demora tanto para eu encontrar a certidão de nascimento do italiano, apostilar e enviar para o Brasil?
28/08/2020
Mostrar Tudo

ÉVORA – O QUE CONHECER

Imagem de jjbacelar por Pixabay

Considerada uma cidade-museu, é patrimônio mundial da UNESCO desde 1986.
Évora recebeu de Júlio César ou Octávio o nome de “Liberalitas Júlia” e foi elevada por Vespasiano à categoria de município. Já na época de Augusto, Évora foi integrada à Província da Lusitânia, beneficiando-se de uma série de transformações urbanísticas, das quais o Templo romano de Évora, que hoje é o vestígio mais importante desta época na cidade, além de ruínas de banhos públicos. Na freguesia da Tourega, os restos bem-preservados de uma villa romana mostram que ao redor da cidade existiam estabelecimentos rurais. No século III, num contexto de instabilidade do Império, a cidade foi cercada por uma muralha da qual alguns elementos existem até hoje. Évora foi a cidade lusitana com o maior número de famílias de origem romana, sendo os Júlia, Calpúrnia, Canídia e Catínia algumas das mais destacadas.
Os mouros tomaram a cidade em 1166 e a cidade experimentou uma fase de crescimento, sendo concedido direitos feudais.
Évora teve seu auge no século XVI, sendo um dos mais importantes centros culturais e artísticos do reino potuguês.

A cidade está localizada a 132 km de Lisboa e é uma ótima opção de bate e volta de quem visita Lisboa. Você pode chegar por trem, ônibus e, claro, carro. A maneira mais prática é o trem, que você aproveita as paisagens lindas pela janela.

O que conhecer?

JARDIM PÚBLICO
Além da área verde, dentro desse jardim, você poderá visitar a Muralha Medieval, o Palácio de D. Manuel (do século XVI) e as Ruínas Fingidas (século XIX).
As ruínas fingidas fora construídas com materiais arquitetônicos de ruínas de outros monumentos da cidade.

IGREJA DE SÃO FRANCISCO E CAPELA DOS OSSOS
Construída no século XVII, a capela é um dos monumentos mais conhecidos de Évora. A ideia foi de transmitir a mensagem de transitoriedade e fragilidade da vida humana, mensagem esta muito bem passada pelo aviso na entrada “Nós ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos”. Além dessa mensagem, ela foi construída devido à superlotação dos cemitérios monásticos da cidade e, também, pelo fato de estes estarem em locais estratégicos que se pretendia utilizar oara outros fins que não mais cemitério.
As paredes e pilares são “decoradas” com ossos, crânios, ligados com cimento, existem pinturas alegóricas sobre a morte e é dedicada ao Senhor dos Passos.

TEMPLO ROMANO
É uma das evidências da presença romana em solo português. Foi construído no século I, possivelmente em homenagem ao imperador Augusto.
Ele está situado no Largo do Conde, fazendo conjunto com a Sé de Évora, Tribunal da Inquisição, Igreja e Convento dos Lóios, Biblioteca Pública e o Museu.
Bem próximo ao templo, fica o Jardim de Diana, que é um dos cartões postais da cidade.

BIBLIOTECA PÚBLICA
Sempre promove eventos artísticos e culturais para o público, vale a pena conferir a programação quando estiver por lá.

MUSEU DE ÉVORA
localizado no antigo Palácio Episcopal, está junto à catedral da Sé e traz em seu acervo 20.000 objetos que englobam peças arquológicas, artes plásticas e decorativas.
Nas pinturas, destaca-se a obra flamenga do final do século XV, início do XVI, Políptico da Sé de Évora, são treze pinturas a óleo sobre madeira de carvalho, com cenas da vida da Virgem Maria e da Paixão de Cristo.

SÉ – CATEDRAL DE ÉVORA
A maior catedral medieval de Portugal, a Basílica da Sé de nossa Senhora da Assunção foi construída em granito, uma das mais importantes catedrais medievais portuguesas, e é marcada pela transição do estilo românico para o gótico e enriquecida com muitas obras de arte ao longo dos séculos.
É possível subir ao seu terraço para apreciar uma vista panorâmica da cidade.

PRAÇA DO GIRALDO
Nesta bela praça está localizada a Igreja de Santo Antão e, na sua frente, uma linda fonte de mármore em estilo barroco, que possui 8 bicas, cada uma associada a uma das ruas que levam à praça.

AQUEDUTO DA ÁGUA DE PRATA
Construído em 1537, tem 18 km de extensão e ainda funciona abastecendo a cidade.
Você pode visitar a parte que está no centro histórico, que é muito interessante, porque casas foram construídas ao longo dele; ou você pode conhecer também, o percurso ambiental, que pode ser feito a pé ou de bicicleta pelos campos de Évora.

FÁBRICA DE PASTÉIS
Não deixe de experimentar os pastéis por aqui, um ótimo lugar para descansar antes de retornar para Lisboa.
Não deixe de provar o Suspiro da freira, o pastel de nata e a queijada de amêndoa.

A cidade museu é um lugar incrível para um bate e volta de Lisboa, são horas incríveis, de uma cidade linda que você não pode perder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 5 =

O conteúdo de texto, foto e vídeo do site CIDADANIA TUTTO A POSTO não pode ser copiado ou reproduzido sem autorização prévia.

Quer saber se tem direito a Cidadania Italiana ou Nacionalidade Portuguesa? Clique no botão abaixo e faça uma pré-consulta.
FAÇA UMA PRÉ-CONSULTA GRATUITA!
Fazer pré-consulta